As ações do Movimento Maio Amarelo para reduzir os índices de acidentes de trânsito em Arapiraca chegaram na Vila São Francisco, zona rural do município.

Todos os órgãos engajados no manifesto pela vida com a bandeira de que a prudência no trânsito salva a vida de todos participaram desta ação durante toda a manhã e início de tarde desta quinta-feira (16).

Comunidade da Vila São Francisco participou das ações do Movimento Maio Amarelo envolvendo trânsito e saúde

De acordo com pesquisas levantadas pelos coordenadores do Plano de Segurança Viária para Motociclistas, a população da zona rural que utiliza motocicleta não usa o capacete. Acessório obrigatório para proteger a vida do condutor. É nessa região também que acontece a maioria dos acidentes de motociclistas e com vítima fatal.

O agricultor Edivaldo Barbosa Magalhães, 56 anos, foi abordado pela Lei Seca e os agentes de segurança viária da SMTT sem utilizar o capacete, mas com a documentação da moto em dia.

“A gente aqui não tem o costume de andar de capacete, mas quando eu vou para Arapiraca eu uso. De toda forma essa campanha é muito importante para todos nós”, reconheceu o agricultor.

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Arapiraca (SMTT), juntamente com o Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL), o Departamento de Estradas de Rodagem de Alagoas (DER/AL), a equipe da Lei Seca, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) com o Programa Promoção da Saúde e instituições de ensino de Arapiraca armaram as barracas na praça principal do povoado e realizaram as ações educativas.

Condutores abordados com irregularidades assistiram palestra educativa sobre prevenção de acidentes

Os condutores abordados fizeram teste do bafômetro e os que estavam irregulares com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), documento do veículo ou sem o uso de equipamentos obrigatórios tiveram que assistir às palestras de conscientização e prevenção de acidentes no salão paroquial da igreja católica.

O superintendente da SMTT, Ricardo Teófilo agradeceu a presença da comunidade e explicou a todos a importância das ações educativas que têm o foco de salvar vidas e conscientizar os condutores a terem responsabilidade na condução de um veículo. Ele agradeceu a colaboração do diretor-presidente do Detran, Adroaudo Catão, que disponibiliza a equipe da Lei Seca para as ações em Arapiraca.

Superintendente da SMTT, Ricardo Teófilo, alerta condutores da zona rural sobre os riscos de acidentes com motos

“É uma ação eficaz que traz resultados imediatos e futuros. Por esta razão estamos engajados nessa luta para que possamos conseguir reduzir os índices de acidentes de trânsito em nossa região”, destacou Ricardo Teófilo.

Coordenador da Lei Seca, Emanuel Costa, e o superintendente adjunto da SMTT, Carlos Alberto, orientam condutores

O coordenador da Lei Seca em Alagoas, tenente Emanuel Costa falou sobre o ‘Trânsito seguro e sem álcool: uma responsabilidade de todos. E ressaltou o compromisso de todos para a construção de um trânsito seguro e sem violência.

A representante do DER, Soraia Amorim, disse aos moradores que serão colocadas as lombadas na estrada asfaltada para colaborar na prevenção de acidentes no acesso à Vila.

O PSVM, representado pelo professor Edson Cavalcante, destacou o objetivo do programa que é o de salvar vidas no trânsito.

Representante da Secretaria Municipal da Saúde alerta sobre os graves acidentes com motos no trânsito

A coordenadora das empresas promotoras de saúde, da SMS, Enjoacira Rosa de Moura, destacou a prevenção da saúde com as ações na praça e atendimento à comunidade com teste de glicemia, aferição da pressão arterial e orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis e Aids.

Dona Valquíria dos Santos aproveita as ações na vila para aferir a pressão arterial

A dona de casa Valquíria Barbosa dos Santos, de 41 anos, tem pressão alta e aproveitou as ações para aferir a pressão e outras orientações de saúde.

“Uma ação muito boa que vem até a nossa comunidade e a gente não precisa ir à cidade para receber os serviços dados aqui”, disse ela.

Na escola e na praça

Alunos e funcionários da Escola de Ensino Fundamental Cônego Rodrigues assistiram palestras sobre trânsito e saúde no pátio da própria instituição.

A enfermeira aponta os riscos da dengue e outras doenças na comunidade e pede atenção das famílias e dos alunos

A enfermeira do Hospital de Emergência do Agreste (HE), Lívia Emanuela dos Santos da Silva, deu dicas de como se proteger do mosquito Aedes aegypti, transmissor do dengue.

E o superintendente adjunto da SMTT, Carlos Alberto Peixoto, abordou sobre as consequências dos acidentes de trânsito quando o condutor não utiliza os equipamentos de segurança.

Estudantes de medicina da Ufal mostram as principais vítimas de acidentes de trânsito: jovens, idosos e crianças

Na praça, estudantes de medicina da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) orientaram a população sobre as causas dos acidentes e como preveni-los.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *