Fotos: Samuel Alves

A abertura oficial do Movimento Maio Amarelo em Alagoas aconteceu na manhã desta segunda-feira (7), na Praça Luiz Pereira Lima, no Centro de Arapiraca, com a presença de representantes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) e do Departamento de Trânsito de Alagoas (Detran/AL) e outras instituições de trânsito e secretarias municipais.

Para conscientizar sobre o perigo dos acidentes de trânsito, o casal José Cícero, de 51 anos, e Lécia Cristina, de 40 anos, foram vítimas de acidente de moto e ambos perderam um das pernas. O condutor da moto que vinha embriagado, quase nada sofreu. Hoje o casal apela para a consciência de dirigir sem beber qualquer tipo de bebida alcoólica ou drogas ilícitas.

“Fomos vítimas de um condutor embriagado e hoje participamos das campanhas educativas para mostrar o resultado da tragédia daquele dia 3 de outubro de 2015, mas graças a Deus estamos vivos”, disseram José Cícero e Lécia Cristina.

Na abertura do Maio Amarelo, o superintendente da SMTT, Jodelmir Pereira de Souza, destacou a parceria da Prefeitura de Arapiraca com o Detran de Alagoas e outros órgãos na luta contra os acidentes de trânsito, principalmente os envolvendo motociclistas.

“Estamos nessa união de esforços para a redução de acidentes de trânsito coordenados por diversas entidades para desenvolvermos diversas ações neste mês de maio, principalmente na zona rural de Arapiraca onde se constata um alto índice de acidentes com motos”, declarou Jodelmir de Souza.

O coordenador de Segurança no Trânsito, do Detran/AL, Antônio Monteiro, ressaltou o apoio de todos os órgãos envolvidos em campanhas educativas para diminuir o número de atendimentos de acidentes no Hospital de Emergência do Agreste (HE), em Arapiraca.

“É preciso que os condutores de motos e outros tipos de veículos respeitem as leis de trânsito para que as famílias não percam seus familiares em acidentes de trânsito”, apelou Antônio Monteiro.

O Hospital de Emergência do Agreste (HE) registrou de janeiro a abril deste ano mais de quatro mil acidentes de trânsito. Segundo os dados, 90% desses acidentes envolveram motociclistas num total de mais de 3.600 acidentes com motos na região.

O coordenador da Lei Seca em Alagoas, tenente Emanoel Costa, apresentou o casal José Cícero e Lécia Cristina, no programa Cultura na Praça, e frisou que ninguém proíbe ninguém de beber, mas se for beber não dirija e seja responsável no trânsito.

“Nosso trabalho se desenvolve para que possamos salvar vidas e diminuir os acidentes de trânsito em nosso estado”, afirmou o coordenador.

Em seguida, a coordenadora da Educação para o Trânsito do Detran (Edutran), Ana Buarque, disse que as ações não se restringem ao mês de maio, mas por todo o ano e as pessoas precisam se conscientizar de que o trânsito mata se não houver respeito à sinalização e às leis. “Precisamos preservar nossas vidas o ano inteiro e por todo o tempo. Com o trânsito não se brinca”, afirmou ela.

Uma peça foi encenada para o público presente sobre acidentes de trânsito.

Ações educativas

Durante o evento, agentes de autoridade de trânsito da SMTT e integrantes da Lei Seca realizaram uma ação educativa para os condutores de motocicletas. Os condutores abordados receberam orientação e assistiram à palestra do coordenador da Lei Seca, no auditório da Escola de Belas Artes, no Centro de Arapiraca.

Este ano, membros do Seven Moto Clube participaram do evento. O superintendente da SMTT parabenizou a equipe que está na luta para a redução de acidentes e quase não há entre os membros dos grupos de moto clube, como também o índice é baixo entre os mototaxistas cadastrados pela SMTT em Arapiraca.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *